• Karin Heuert Galvão

Aquele que moderei um painel de Liderança Feminina


Quando me convidaram para moderar um painel sobre Mulheres Líderes para o 17o Seminário Internacional de Gerenciamento de Projetos (2018), confesso que fiquei preocupada. Eu era a única mulher da área de Educação - acredite se quiser.

Todas as líderes neste painel eram mulheres fortes, de áreas diferentes, mas muito determinadas e decididas, e eu ficava me questionando: “O que eu estou fazendo aqui?”

Eu as via como “mais líderes do que eu”, apenas pelo fato de serem de outras áreas, como TI, Saúde e Aeronáutica.

Aprendi muito com elas e com certeza foi uma experiência inesquecível!


Fato é que essa experiência me fez me questionar por muito tempo: “Por que líderes na Educação não são valorizados como líderes em outras áreas?”, “Por que eles não estampas as capas de revista?”, “Por que eles não estão na mídia?”

Sem contar “AS” Líderes Mulheres na Educação - aí, fica beeeeem mais longe, nada de mulher aparecendo.


Acredito que tem uma certa “birra” com profissionais da Educação e até mesmo ENTRE os próprios profissionais. Parece que se a gente trabalha nessa área, a gente tem que ser “humildezinha”, imagina pensar que quer “ganhar dinheiro” - heresia.


Fato é que a gente trabalha pra KCT e a gente também quer ser valorizada, e também quer ser capa de revista.

Fica a dica @epocanegocios, @vocesa, @forbesbr.